A semana passada fui até Paço de Arcos conhecer a história da Carolina Curado, gosto de conhecer as pessoas que estão por detrás das marcas e dos projetos e aqui, no A Mil à Hora, gosto de contar a história de mulheres que me inspiram e que creio vos podem inspirar também. A Carolina é bióloga de formação, joalheira de paixão.

A primeira nota é de que é uma mulher do norte, nota-se pelo sotaque e também pelo sorriso franco e direto. Recebeu-me muito naturalmente em sua casa onde até agora tem também o seu atelier. Estava connosco também a Fátima, sua sócia e, passados 5 minutos, conversávamos as 3 como se fôssemos amigas. Quase não fiz as perguntas que tinha preparado, os assuntos fluíram com uma grande naturalidade.

Diz a Carolina que desde cedo tinha a a paixão pela bijutaria e se entretinha como as contas dos colares e dos brincos, nunca planeou fazer desta paixão uma arte e uma profissão, mas o seu talento e as circunstâncias do mercado de trabalho na área da biologia atiraram-na para um curso de joalharia na escola Engenho e Arte no Porto. Contou com o forte apoio da família, especialmente dos irmãos que acompanharam este percurso e foram importantes porque, cientes do seu talento, exigiram que a Carolina só se contentasse com o seu melhor! De facto, só vendo as peças ao vivo mas são obras de arte.

É criativa, desordenada e precisa de trabalhar com as mãos (foi a própria que assim se definiu 😉 ) Precisa de tocar as peças e de um certo caos para conseguir criar. Não utiliza o desenho, cada peça nasce das suas mão diretamente no metal ou na cera. Esteticamente é muito orgânica, tem as suas raízes na biologia e as suas formas explodem dos mais variados elementos naturais, caracóis, búzios, crânios, folhas, flores de várias espécies…

Trabalha o latão com banho de prata e ouro, pedras, como zircão, pérolas e com corais.

Gosta de ir à procura do menos provável, os brincos, earcuffs, anéis e colares apresentam-se de um modo novo, diferente.

Por estar no momento certo no sítio certo, diz a Carolina, a sua marca expandiu-se e é vendida em Portugal e no estrangeiro. Num instante ficou sem mãos a medir e precisou de ajuda, a Fátima entrou para esta marca com o objetivo de estruturar e organizar o modelo de gestão. Afinam na ambição e estão sempre mortas por sair da zona de conforto. Se uma diz mata, a outra diz esfola!

A primeira peça da Carolina foram os brincos amores-perfeitos. O seu  primeiro anel, ainda o guarda hoje, é o anel Ginko Biloba com coral branco, onde pela 1ª vez a técnica acompanha a criatividade. A 3ª peça que recorda é o anel 7 magnólias, onde impera a exuberância.

A Carolina Curado diz-se uma mulher feliz por que faz o que gosta e vive do que faz, alia a paixão pela biologia e a joalharia e é um dos nomes incontornáveis da joalharia de autor contemporânea em Portugal.

Espreitem e apaixonem-se.

thumb_IMG_5230_1024

thumb_IMG_5219_1024

thumb_IMG_5226_1024

thumb_IMG_5222_1024

thumb_IMG_5221_1024

Anel Ginko Biloba

BRINCO AMOR PERFEITO

Brincos Amores-perfeitos

BRINCO AMOR PERFEITO FUNDO BRANCO

ANEL 7 MAGNÓLIAS FB

Anel 7 Magnólias

ANEL 7 MAGNÓLIAS

Onde podemos encontrar Carolina Curado aqui 🙂

Lisboa| 21 PR Concept Store, no Príncipe Real | 39 A Concept Store, na rua Alexandre Herculano.

Porto | The Feeting Room, no Largo dos Lóios | GUD, na Rua do Rosário

Coimbra | 100% Design de Moda Português, no C. C. Primavera 

E Este fim de semana, em Lisboa, na FIA não deixem passar esta oportunidade de conhecer as peças da Carolina Curado Jewellery Designer, vão gostar certamente.

 

Deixe um comentário

4 Comentários em "Carolina Curado"

Notify of
Sort by:   newest | oldest | most voted

Adorei,parabéns! Lindas cheias de excelentes detalhes.
Vou adquirir peças pena não conhecer à mais tempo.
Gostava de saber aonde vão as suas peças à venda.

Quero ver mais.
Parabéns.

wpDiscuz