Apresento-vos a minha amiga Sónia.

Categories artigo, blog, Lifestyle

Sempre tive uma admiração especial pelas minhas amigas que abdicaram de uma carreira para ficar em casa a tomar conta da família. Admiro-as porque todas são mulheres inteligentes, bem capacitadas profissionalmente e que, num momento da sua vida, disseram adeus ao mundo do trabalho e resolveram voltar para casa.

Admiro a generosidade incalculável de desistir dos seus projectos pessoais, da sua autonomia financeira, do seu tempo e colocar-se ao serviço da sua família. Tenho para mim que não seria capaz de tal feito. Mas reconheço que é uma missão importantíssima e de valor, também ele, incalculável e que, cada família que tem uma ‘Full time Mom’ durante um certo período da sua história, tem um privilégio enorme. Todavia, não poucas vezes ouvimos desconsiderações sobre o trabalho destas mulheres, algumas amigas comentam que sorte, não fazem nada…ou pior… têm uma vida de ‘dondoca’, fútil, inútil, vazia, superficial…

Na disto se aplica à minha amiga Sónia Engenheira Química, casada, três filhas. Da engenharia importou o espírito pragmático e a capacidade de organização. A casa é um exemplo de organização e um modelo de gestão. Conhece a sua família como a palma das suas mãos, advinha-lhe as vontades, antecipa os problemas e as dificuldades, muitas vezes com um esforço hercúleo, passando por cima de incomodidades e cansaço de uma fibromialgia, que integrou na sua vida com a mesma generosidade de sempre.

Curiosamente, falando disto com uma amiga, fiquei a saber que esta mentalidade começa a mudar e há uma convicção de que este trabalho é de tal modo importante que, um grupo de estudiosos do site salary.com resolveu calcular o salário de uma ‘full time mom’ e, o resultado foi este,

Perfil: Trabalhadora multitasking, perita em muitas tarefas  e fundamental nas dinâmicas familiares.

Metodologia salary.com :

” O cálculo foi feito após entrevistar mais de 6000 mulheres e avaliando as competências que elas aplicam diariamente, e que cobrem uma dezena de funções: cozinheira, motorista, professora, psicóloga, contabilista, gestora, técnica de limpeza, técnica de manutenção, lavandaria, babysitter.

A dona de casa média, estima-se, cozinha 14 horas semanais a 10 euros/hora. Faz de motorista, para crianças grandes e pequenas, 8 horas semanais a 10 euros/hora. Dá 13 horas de explicação por semana, ao mesmo valor. Não só isso.

Para resolver as várias crises familiares transforma-se em psicóloga pelo menos 7 horas por semana, a 28 euros à hora, e gestora a 40 euros à hora, organizando os dias dos filhos mais novos e gerindo toda a casa.

Conclusão:

Valor, a preços de mercado, desta actividade profissional: quase 7 mil euros por mês, cerca de 83 mil euros/ano.

Túnica ZARA SS2015; Calças MANGO; Ténis CONVERSE JACK PURCELL; Carteira TOUS.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

Notify of
wpDiscuz